canto


acho que perdi o encanto, sei lá, joguei num canto qualquer, deixei por ai e ele sumiu. acho que perdi a mão também, não sei se sei escrever como antes, não sei se quero escrever como antes, como agora... sei lá.
minha vida anda cheia de sei lás, cheia de quem sabe, vamos ver e isso cansa, e quase cansa com ‘ç’, porque é um cansaço que custa a se realizar.
tenho dúvidas, tenho buscas, tenho sonhos, mas o que finca de verdade é a desilusão, é o não querer, é o esconder.
por isso, digo que desencanto. Por isso, me perco aqui, ali, jogado, num canto e esse canto, pode muito bem ser a resposta para tudo, mas qual é o canto certo? alguma nota em especial? não, é só um canto qualquer, sem encanto, sem desencanto, sem nada... 

Um comentário:

Malu Medeiros disse...

eu entendo este desencanto, precisamos dele para nos encantar novamente, para a magia que salta ao nossos olhos e que o velho ser esconde...